Reportagem Tascas

O Michelin da Porcalhota

IMG_1037
Taberna da Tia Rita. Cuidado para não bater com a cabeça à entrada.

O meu amigo José António Cerejo, apesar de oficialmente reformado, não desarma. Há dias, entre a investigação da adjudicação de uma obra e o trabalho na sua horta, deu mais um contributo para a nação.

“Descobri uma tasca do caraças. Um sítio por onde o Eça terá passado. O dono diz que ela é citada n’Os Maias. Só serve um prato por dia, ao almoço, mas tem coisas interessantes. Hoje, há caras de bacalhau”.

Horas depois estávamos no número 87 da Avenida Elias Garcia, na Amadora, lugar antigamente conhecido por Porcalhota, a chuchar o esqueleto de um gadídeo, acompanhado de vinho da pipa e azeitonas galegas.

Não existe, em todo o receituário mundial, um prato mais feio do que caras de bacalhau. Nem mesmo os chefs parecem ter conseguido estilizá-lo. Depois de cozidas, transformam-se num monte de ossos desiguais, com dentes, cartilagens, peles e parasitas (aqueles fiozinhos brancos). São mais difíceis de arrumar do que um TIR e, talvez por isso, tenham praticamente desaparecido das ementas.  

IMG_1041
Como é que isto se come? À mão.

Na Taberna da Tia Rita, antes de chegarem as travessas (de alumínio, claro), aparecem toalhetes a ferver, onde os clientes limpam as mãos. “Aqui fazemos sempre isto quando servimos caras de bacalhau, porque achamos que elas devem ser comidas à mão”, explicou o proprietário. E acham muito bem.

As caras do bacalhau são um petisco incomparável porque apanham as duas coisas mais saborosas em peixes e mamíferos: as bochechas e a nhanha, aquela goma que se forma junto aos ossos ou entre a carne e a pele. A confecção estava impecável. Cozidas no ponto, acompanhavam com grão e batata, cebola e salsa para polvilhar. Foram a melhor coisa que comi esta semana.

Eu e o Cerejo deixámos tudo sequinho, sequinho e prometemos voltar para correr o resto da ementa. O nosso amigo Luís Francisco, jornalista e o comentador de bola  mais educado e com o melhor cabelo, também nos acompanhou, mas optou por uns chicharros com molho à espanhola e ficou também muito feliz.

À terça-feira há sempre peixe selvagem, que o dono e os amigos pescam à cana na zona entre o Mar do Inferno e o Guincho. Pode ser pargo, besugo, cachucho, robalo. “É o que o mar der”. A mesma filosofia vale para o polvo à lagareiro, aos sábados ao almoço. Quarta, por sua vez, é dia de cabidela

A terminar as refeições, a casa oferece licor de poejo servido em “copos com malandrice”. Por enquanto, só existe a versão feminina da malandra, mas o proprietário garante que a igualdade de género vai chegar à tasca: as mulheres vão querer beber tudo até ao fim.

IMG_1093
Licor de poejo. Aconselha-se bebericar gentilmente, até ao fim.

A Taberna da Tia Rita foi recuperada há uns anos por um casal das Beiras. Nas paredes há capas de discos antigos, com o cancioneiro português bem representado.

Sobre a história de Eça de Queiroz ali ter estado é que parece não haver confirmação. Cerejo, como seria expectável, tratou de ir investigar. Dias depois trazia já informação fresca.

“Ao que tudo indica, a citada taberna da Porcalhota não era aqui. O que o Eça refere é a casa de pasto do Pedro dos Coelhos, que fazia um coelho famoso, mas não seria no mesmo lugar”.

Enfim, é possível que a tasca não seja do século XIX e não seja literata. O que é certo é que temos tasca. Do século XXI.

Taberna da Tia Rita. Avenida Elias Garcia, 87A, Falagueira, Amadora. Terça-Dom 8.30-20.00. 92 754 9394

 

Anúncios

1 comment on “O Michelin da Porcalhota

  1. Joaquim Ribeiro

    O Pedro dos Coelhos ficava situado quase em frente à Tia Rita, mais exactamente na esquina da Rua Elias Garcia e a Estrada da Falagueira.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s